Além do bitcoin, o ethereum (ETH) é um dos ativos digitais de mais rápido crescimento em valor de mercado e tem deixado as pessoas fascinadas com o que ele é capaz de fazer. Você pode ganhar dinheiro negociando essa moeda digital on-line, mas também com a mineração de ethereum. Antes de qualquer coisa, vamos recapitular rapidamente o que é o ethereum.

Ethereum em poucas palavras “técnicas”

Em poucas palavras, o ethereum é a poderosa tecnologia por trás de muitas criptomoedas, aplicações digitais e serviços de pagamento do mundo todo. Com sua rede descentralizada, o ethereum oferece várias oportunidades para qualquer pessoa de qualquer lugar, desde que esteja conectada à internet.

Sua rede robusta hospeda sua própria moeda digital conhecida como ether (ETH), e o processo de adquiri-la é o assunto de que vamos tratar aqui. Se já não fez a sua própria pesquisa tecnológica, você pode ler nosso post sobre o que é exatamente o ethereum para começar. 

Antes de minerar ETH

A mineração requer muito planejamento minucioso. Antes de abordarmos as formas de minerar ethereum, vejamos o que você precisa saber e considerar.

🖥️ Custo de equipamentos

A mineração de criptomoedas envolve a solução de equações matemáticas complexas com equipamentos especializados. Isso requer computadores potentes com software e hardware projetados especialmente para a mineração de criptomoedas. A questão é que esses equipamentos têm um preço, que pode variar segundo as funcionalidades que eles sejam capazes de realizar. Vamos dar uma ideia desses custos mais adiante.

⚡ O consumo de energia

As máquinas que quebram códigos extremamente complexos 24 horas por dia para minerar criptomoedas podem consumir uma quantidade enorme de energia. Essas máquinas famintas de eletricidade podem usar mais de uma centena de terawatts/hora (TWh) por ano, uma taxa que tem sido historicamente muito maior que o consumo anual de alguns países.

❄️ As condições climáticas

As máquinas de mineração executam operações digitais muito complicadas praticamente de forma ininterrupta, e assim como qualquer outro equipamento, são vulneráveis ao superaquecimento. Aproveitar países que têm um clima frio o ano todo é uma maneira de ajudar a manter mais baixa a temperatura dessas máquinas, diminuir o custo do consumo de eletricidade e evitar outros possíveis problemas de aquecimento.

📍 O local da fazenda de mineração

Fazendas de mineração requerem um amplo espaço capaz de instalar vários computadores de alta potência. E como ventiladores de refrigeração e plataformas de mineração também fazem muito barulho, construir fazendas de mineração em áreas residenciais não é o ideal. Buscar outros possíveis locais para minerar criptomoedas pode evitar que você precise lidar com reclamações sobre barulho que poderiam acabar desativando as suas operações.

⚖️ A legalidade das criptomoedas

Ainda que a adoção das criptomoedas esteja em alta, algumas instituições, países e jurisdições permanecem céticos quanto a esses ativos e seus recursos promissores. É por isso que é fundamental conhecer o posicionamento de um país antes de iniciar qualquer atividade relacionada com criptomoedas.

Chegou a hora de começar

Vamos apresentar agora os passos necessários e uma lista de coisas que você vai precisar fazer para minerar ethereum.

Passo 1. Tenha uma carteira de criptomoeda.

É nela em que você vai guardar, gerenciar e acompanhar o seu saldo de ETH. Carteiras de criptomoedas são um tipo especial de armazenamento que você pode usar para enviar e receber o seu dinheiro digital. Como estamos falando de dinheiro, tenha a certeza de que a carteira que você escolher é segura e confiável. Como há diferentes tipos de carteiras de criptomoedas por aí, vamos ver qual é a opção ideal para as suas necessidades de mineração e armazenamento. As alternativas mais seguras são as carteiras de hardware Ledger Nano S e Trezor One.

Passo 2. Escolha um hardware de mineração.

Hardware de mineração de ETH

O hardware de mineração de ethereum também é conhecido como plataforma de mineração de ETH. Essas máquinas poderosas são projetadas especialmente para minerar ETH, mas algumas pessoas usam esses computadores também para jogar e fazer outras atividades. Escolher o hardware adequado para mineração pode ajudar você a ganhar mais dinheiro ao reduzir as suas despesas de produção.

Plataformas de mineração de ETH são compostas de fonte de alimentação, sistema de resfriamento, placa-mãe e placas de vídeo, tudo instalado dentro de gabinetes de alumínio. Há dois tipos: 

  • Plataformas de mineração em CPU. Plataformas de mineração em unidades centrais de processamento (CPU) eram o tipo mais comum de hardware entre os primeiros mineradores de ETH. Por quê? São uma opção muito mais barata e fácil de usar. Por outro lado, os resultados certamente não são os melhores. Como seu processo pode demorar meses ou até mesmo anos para terminar, plataformas de mineração em CPU não são a primeira alternativa para os mineradores de criptomoedas de hoje em dia.
  • Plataformas de mineração em GPU. Plataformas de mineração em unidades de processamento gráfico (GPU) são mais poderosas que opções em CPU, e por isso são tão caras. De quanto estamos falando? Bem, o preço da maioria das opções de hardware de mineração em GPU fica na faixa de US$ 600 a US$ 4.000. 

Segue uma lista dos melhores equipamentos para mineração, ordenados sem nenhuma lógica particular:

    • AMD 5700 XT
    • AMD RX Vega 64
    • AMD RX 580 (8GB)
    • Nvidia RTX 3090
    • Nvidia RTX 3080 
    • Nvidia GTX 1060
    • Nvidia GTX 1080 Ti

Algumas pessoas usam outro tipo poderoso de hardware chamado mineradores de circuito integrado para aplicação específica (ASIC) de ethereum. Mineradores ASIC também são caros, mas mais utilizados e adequados para operações de mineração de criptomoedas. Você também pode buscar outras placas-mãe se quiser personalizar ou atualizar o seu hardware. Esses equipamentos oferecem diferentes recursos e níveis de funcionalidades. Portanto, o melhor é pesquisar e compará-los para saber qual é o mais adequado para o que você precisa.

Além disso, sugerimos contar um com um bom sistema de refrigeração, já que essas máquinas tendem a ficar extremamente quentes. Se quiser fornecer ventilação extra para as suas plataformas de mineração, você pode sempre buscar algum equipamento em sites ou lojas de informática.

Passo 3. Escolha um software de mineração.

Depois que já tiver o seu hardware, o próximo passo é encontrar um software de mineração bem conceituado. Decidir qual picareta virtual utilizar para entrar na caverna digital do ETH é algo tão crucial quanto escolher o hardware de mineração. Um software de mineração é um programa que permite minerar ethereum com suas GPUs solucionando problemas matemáticos complexos.

Esta é uma lista dos softwares de mineração mais utilizados no mercado:

  • WinETH. Se você quiser um software simples, fácil de usar e que se atualiza automaticamente, o WinETH está entre as melhores opções. Ele funciona em equipamentos com sistemas Windows e placas de vídeo Nvidia ou AMD. O programa também tem um “modo de mineração em segundo plano” que permite minerar ETH somente quando o computador não está sendo usado.
  • Claymore. Disponível para Windows e Linux, o Claymore tem a opção de mineração dupla, que permite minerar ethereum e outra criptomoeda ao mesmo tempo. 
  • ETHmine. Outro software compatível com Windows, ele possui um programa de afiliados que oferece diferentes níveis de bônus e recursos, como “Ganhos por minutos” e “Ganhos por dia”.
  • MinerGate. Este software de mineração foi todo criado e projetado por entusiastas das criptomoedas em 2014 e é muito adotado por usuários de Mac. Ele também oferece serviço de suporte 24 horas e permite minerar 10 moedas digitais — ethereum (ETH), ethereum classic (ETC), monero (XMR), monero-classic (XMC), bitcoin gold (BTG), litecoin (LTC), zcash (ZEC), bytecoin (BCN), AEON e grin —, sendo perfeito para quem quer minerar diversas criptomoedas.
  • CGMiner. Programado na linguagem C++, este software é considerado um dos mais práticos e fáceis de usar. O CGMiner permite trabalhar com diferentes pools de mineração e vários equipamentos, e é o favorito de muitos mineradores iniciantes.

Passo 4. Escolha uma estratégia de mineração.

Estratégia de mineração de ETH

Depois que tiver seu hardware e software de mineração prontos para funcionar, chega a hora de decidir como você vai operar a sua mineração de ethereum. Você quer fazer isso sozinho ou na companhia de outros entusiastas das criptomoedas? Além disso, qual é a opção mais lucrativa, minerar sozinho ou em um pool de mineração?

⛏️ Minerar sozinho

Não faltam coisas divertidas para alguém fazer sozinho, mas minerar criptomoedas não é uma delas. É verdade que a ideia de operar sozinho uma fazenda de mineração pode parecer recompensadora, já que você não precisa dividir os lucros com ninguém. Por outro lado, isso pode ser caro demais ou até inviável.

Imagine competir sozinho contra um grupo de cem pessoas para solucionar um quebra-cabeça de mil peças em cinco minutos… Parece loucura, não? Bem, com certeza é. Você pode perder rapidamente a sua já improvável chance de ser o primeiro a solucionar o quebra-cabeça se não contar com o máximo de ajuda possível.

O mesmo vale para minerar sozinho. Quando faz isso, você está competindo com milhares de outros mineradores de ethereum no mundo das criptomoedas, e estamos falando aqui de grupos e empresas que operam em instalações de mineração enormes. Solucionar o complicado quebra-cabeça matemático exige um nível considerável de poder computacional de muitos recursos de mineração, algo que você só consegue se tiver mais de cem placas de vídeo funcionando nos seus equipamentos.

Além do alto custo de montar sozinho operações de mineração, você não deve se esquecer das despesas com manutenção, algo caro demais para bancar por conta própria.

⚒️ Pool de mineração

Ao fazer parte de um pool de mineração, você pode trabalhar em conjunto e dividir as recompensas com outros mineradores de ETH. Como há muitas pessoas trabalhando com conjunto para encontrar blocos ou solucionar problemas matemáticos extremamente complicados, as chances de ser recompensado também aumentam. 

Essa é considerada a forma mais rápida e fácil de começar a minerar criptomoedas. Mas antes de integrar um pool, você precisa considerar estes fatores:

  • O tamanho do pool. A quantidade de mineradores que fazem parte de um pool varia muito. Se estiver começando, você pode participar de grandes pools de mineração. Você pode até não ganhar muito no mesmo instante, mas vai certamente receber o pagamento no dia ou na semana.
  • Taxas de pools. Operações de pools de mineração são caras, e é por isso que todo pool cobra taxas de seus mineradores. Esses pagamentos são percentuais e debitados automaticamente de sua recompensa, ou seja, não é preciso se preocupar com cálculos nem pagamentos manuais. O valor das taxas em pools de mineração confiáveis varia geralmente na faixa de 1% a 3%, dependendo da criptomoeda minerada.  
  • Pagamento mínimo. É o menor valor que você deve minerar para receber sua recompensa. Pools com pagamentos mínimos de baixo valor são ideais se você quiser receber com a maior frequência possível. 

Se tiver interesse em entrar em um pool, confira esta relação de pools de mineração de ethereum ativos e veja qual deles é mais adequado para você e os seus equipamentos.

Não se limite a essa lista, pois você encontra mais pools de mineração na internet.

Vamos começar a cavar

Esses são apenas os aspectos essenciais que você precisa considerar se quiser minerar ethereum. Repare que as as recompensas que você vai receber dependem do tipo de operação de mineração que adotar. Você pode usar uma calculadora de mineração de ethereum para saber quanto ganhou. Isso pode exigir que você pesquise um pouco mais os detalhes intricados da mineração, já que vai precisar fornecer algumas informações técnicas. Pode assustar um pouco no início, mas você vai dominar tudo em pouco tempo.

Além disso, lembre-se que a mineração não é a única forma de conseguir ETH e ganhar dinheiro com ele. Se ainda estiver esperando “o melhor momento” para começar a minerar ETH, você pode tentar negociar criptomoedas em mercados como a Paxful. Só é preciso criar uma conta, escolher as melhores ofertas de ethereum de milhões de negociantes de criptomoedas do mundo todo e começar a comprar ou vender com a sua forma de pagamento preferida. 

Analise essas opções e saiba como você pode aproveitar ao máximo as excelentes oportunidades com o ethereum que estão à sua espera. Boa sorte!